Skip to content →

Os 100 melhores discos da música brasileira

Eu sei: o que significa mais uma lista diante da infinidade do cosmos, não é mesmo? Pois é. Nada. Ou muita coisa. Listas existem aos montes por aí, é verdade, mas idiossincrasia por idiossincrasia, resolvi finalmente compilar a minha lista dos melhores discos brasileiros de todos os tempos, com a pompa e circunstância que a tarefa merece. É uma lista que venho depurando há anos. Mais importante: são 100 discos, apenas um álbum por artista, regra que melhora muito o escopo geral e se aproxima mais da possibilidade de dar conta de uma história riquíssima, do país que produz a melhor e mais variada música do planeta. Não concorda? Tudo bem, tá vacilando.

Tem samba, tem bossa, metal, hardcore, forró, sertanejo, rap, jazz, baião, soul, progressivo, psicodelia, rock, canção, pagode, experimentalismo e todo um caldeirão de ritmos, referências, influências e coisas que formam o *sincretismo* nacional muitas vezes reduzido ao rótulo de “MPB”, seja lá o que for essa tal ‘música popular brasileira’.

Claro, muita – muita – coisa ficou de fora. Mas a vida é assim: injusta. São preferências pessoais com um tiquinho assim do cânone inevitável. Os discos não estão em ordem de importância e qualidade, diga-se. Mas uma lista que vem pra confirmar uma coisa: o Brasil é foda, parceiro. A criança tá lá no Rate Your Music e você não precisa ter conta no serviço para ver. Clicando em cada álbum abre-se os detalhes de cada um, comentários de usuários, etc. Mais um motivo para fazer no RYM. Vai lá:

Os 100 melhores discos da música brasileira

 

Sou jornalista e desde 2003 escrevo sobre música, cinema, literatura e outros assuntos em diversos veículos digitais e impressos. Fundei a Movin' Up em 2008. Publiquei os livros "11 Rounds" (contos) e "Latitude 19 & Outros Hematomas" (crônicas e poemas).

Published in Especiais