Archive for setembro, 2010

alpenhorn

Confesso que conheço  pouco da tradição musical da Suíça, com exceção da música que produzem os famosos Alpenhorns (estes longos instrumentos de sopro). É fácil notar, contudo, que a música da Suíça, ao menos aquela dos alpes, nos remete à música alemã e a música austríaca, muito mais do que a música italiana ou francesa (lembrando que a Suíça é um país que faz fronteira com todos estes citados), o que notamos já nas instrumentos utilizados como o hackbrett ( espécie de saltarello bastante comum na música tradicional austríaca) e o acordeão (tanto utilizado na alemã).

Esteticamente a música da Suíça nos remete à mesma tranquilidade pastoral da música alemã, por exemplo. É interessante notar a quão áspera e “selvagem”, perto destas “tradições germânicas”, nos parece a maior parte da música tradicional de países como a Itália e a França. Isto não por questões técnicas, mas por questão estéticas: há mais “vísceras” na música dos países latinos, se assim podemos dizer.

Mas se vísceras não é exatamente o que você procura na musica tradicional, ouça a bonita música suíça (ou a austríaca e a alemã), visite os alpes através do som de hackbretts e dos solenes alpenhorns.

Temos aqui uma excelente compilação de música dos alpes austríacos a suíços: The Alps – Music From The Old World

Share/Save/Bookmark

Related posts

Tags: ,

bandeira-da-suica-131eeO Hackbrett:

O Alpenhorn:

Share/Save/Bookmark

Related posts

Tags: ,

bokan_stankovic

Voltando à nossa reta de chegada neste longo, demasiado longo, caminho! ;)

Música da Sérvia e desta feita não exatamente a música cigana do país, que já tratamos por aqui através da música de Saban Bjramovovic em conjunto com os Bósnios (e em se tratando de Balcãs é sempre uma felicidade ver uniões como estas) do Mostar Sevdah Reunion, mas uma especial reconstrução da música Sérvia como deveriamos a ouvir nos séculos XVII e XVIII.

Esta reconstrução é realizada pela Ensamble Renaissance que toma melodias do século XIX e as adapta aos instrumentos utilizados na renascença nos Balcãs. Ouvimos então, nossos já conhecidos, complexos padrões ritmicos balcãnicos tocados em gaitas-de-fole, kaval, viola da gamba,gralla; uma mescla, enfim, de instrumentos antigos históricos, conhecidos daqueles que ouvem música antiga, e instrumentos antigos específicos dos Balcãs (vocês encontram mais informações no encarte que vai junto com o álbum para download).

O resultado é não menos que excelente, em especial para os muitos que adoram a música medieval e renascentista e também a música dos Balcãs!

Confiram:Roots of the Balkan – Music & Songs from old Serbia



Share/Save/Bookmark

Related posts

Tags: ,

serbia-flag

serbia-mapUma excelente brass band da Sérvia:

Share/Save/Bookmark

Related posts

Tags: ,

photo_harp

Creio que muitos aqui no Brasil conseguem relacionar de algum modo a música paraguaia à sua antiga relação com a harpa, a harpa que hoje denominamos a harpa paraguaia. Poucos , contudo, rendem a esta tradição o valor que ela merece.

A harpa surge no Paraguai, de fato, nos primeiros séculos da colonização da América, no interior do processo da catequização mantido pelos jesuítas. A tradição da harpa espanhola se mesclou assim às tradições dos índios guaranis para formar a música da harpa paraguaia como podemos ouvir hoje. A harpa paraguaia recebe este adjetivo gentílico pois enquanto as harpas no resto do mundo foram agregando pedais e chaves para garantir a possibilidade de emitir semitons (lembram da harpa galesa que utiliza três fileiras de cordas para garantir uma escala cromática, além de um efeito de eco?) a harpa no Paraguai permaneceu em essência a mesma da Espanha renascentista.

Se vocês quiserem saber mais da história da harpa paraguaia, e entendem a língua inglesa, vocês podem ler um artigo e ouvir um mini-documentário da BBC inglesa a respeito: aqui

Aqui vocês encontram uma elucidativa resenha de uma apresentação de César Cataldo, um dos mestres da harpa paraguaia.

Como um, excelente, exemplo da música da harpa paraguia deixo para baixar por aqui um CD de outro grande mestre da harpa paraguia, Enrique Samaniego (este do video abaixo).

No CD Secretos de la Harpa Paraguaya encotramos gravações para melodias tradicionais da harpa paraguaia, tais como Tren Lechero. Melodia esta que, conforme lemos na resenha da apresentação de César Cataldo, emula na harpa o som do “trem leiteiro” a que se refere o título. Melodia cheia de idas e vindas, de paradas e recomeços até chegarmos ao final da jornada imaginária e musical. Movimentação que é, contudo, tranquila como era, afinal, aos nosso olhos, a tecnologia ferroviaria da época em que foi escrita a melodia.

Outro clássico que imita o mundo através de sons, no interior do cânone da harpa paraguaia, é o Pajaro Canpaña. Versão guarani do Pássaro de Fogo de Stravisnsky!? O fato é que a música tradicional sempre esteve repleta de imitações musicais do mundo, das coisas, dos animais. E eis aí glissandos imitando vôos, arpeggios, ciscadas e por aí vai!

Fiquem, então, com este excelente álbum: Enrique Samaniego – Secretos De La Harpa Paraguaia.

Share/Save/Bookmark

Related posts

Tags: ,

57340752O mestre da harpa paraguaia Enrique Samaniego:

Share/Save/Bookmark

Related posts

Tags: ,