Skip to content →

Conexão Vivo: ações integradas

Rapidamente o Conexão Vivo tornou-se referência em projeto cultural, pela longevidade, seriedade e por abarcar várias cidades e regiões do país, além da sua efetiva participação online, num site colaborativo mantido por uma equipe de jornalistas especializada e pelos próprios usuários: gente que faz a música desse país acontecer. Ao contrário de iniciativas esporádicas, o Conexão se estabeleceu e segue firme. Como eles próprios descrevem no site oficial:

Mais de uma centena de projetos musicais de todo o país fazem parte do Programa Conexão Vivo, que reúne shows, festivais independentes, gravação de CDs e DVDs, produção de videoclipes, programas de rádio, oficinas e seminários que compõem uma rede nacional e permanente de atividades culturais envolvendo artistas, gestores e produtores culturais, iniciativas públicas e privadas.

O Conexão Vivo realiza ao longo do ano um circuito próprio de eventos onde toda essa diversidade de ações acontece conjuntamente. Além disso, o programa também está presente em muitas das mais importantes iniciativas da cena musical brasileira, seja com o patrocínio de projetos ou parcerias artísticas em eventos de destaque no calendário nacional, e outros festivais independentes.”

Para divulgar a primeira etapa do Conexão Vivo 2011 em Belo Horizonte, o projeto criou uma ação coordenada entre sites e blogs de música no twitter, que acabam de divulgar, um por um, a programação do evento. Os envolvidos foram:

Baixa Cultura (SP) – @baixacultura
Bloody Pop (RJ) – @bloodypop
El Cabong (BA) – @lubmatos
Espaço Nave (MG) – @rafacappai
Jean Mafra em minúsculas (SC) – @jean_mafra
La Cumbuca (RJ) – @lacumbuca
Meio Desligado (MG) – @meiodesligado
Movin´ Up (DF) – @mgangelo
Musicoteca (SP) – @musicoteca
Pílula Pop (MG) – @pilulapop

O Inimigo (RN) – @o_inimigo

Rockazine (TO) – @rockazine_
Sirva-se (AL) – @sirvase
Veia Urbana (MG) – @lafaietejunior

A programação contempla desde nomes alternativos em alta, como Tulipa Ruiz, Cidadão Instigado e Otto, como grandes ícones da música mineira, incluindo Toninho Horta, Juarez Moreira, Chico Amaral e Vander Lee até medalhões como Lenine, Yamandu Costa e Ed Motta e novos nomes como Pedro Morais, Marina Machado e outros. Os shows acontecem de 20 a 24 de abril em Belo Horizonte e terão cobertura completa aqui na Movin’ Up. A outra etapa em BH acontece de 25 a 29 de maio no Parque Municipal em BH.

Confira todos os detalhes no site oficial.

É bom ver que grandes empresas estão ligadas na nova música brasileira e começam a utilizar de fato a internet e canais de comunicação 2.0 (3.0, 4.0…) com o seu público. Seja a Vivo, seja algumas outras. A consolidação responsável desse tipo de coisa só tem a trazer benefícios para todos os interessados em cultura.

Jornalista investigativo, crítico e escritor. Publico sobre música e cultura desde 2003. Fundei a Movin' Up em 2008. Autor de 3 livros de contos, crônicas e poemas. Vencedor do Prêmio de Excelência Jornalística (2019) da Sociedade Interamericana de Imprensa na categoria “Opinião”. Finalista do V Prêmio Petrobras de Jornalismo (2018).

Published in Cena BR Destaques