Skip to content →

Godspeed You! Black Emperor – Allelujah! Don’t Bend! Ascend!

A informação surgiu do nada – GY!BE está com um novo álbum no forno, com lançamento previsto pro mesmo instante em que a notícia era retuitada. A existência do disco foi anunciada numa segunda-feira à noite, com o disco já pronto e sendo vendido em um show que a banda fazia em Boston, nos EUA. Horas depois já pipocavam links pra download do vinil ripado. Em uma época em que tudo é trending topic, é surpreendente que uma banda do porte do Godspeed tenha gravado, mixado, masterizado e prensado um novo álbum sem nenhuma informação vazar. Pacto de silêncio é isso.

Ao disco, enfim. De início, “ALLELUJAH! DON’T BEND! ASCEND!” não traz propriamente muita novidade. As duas principais faixas – “Mladic” e “We Drift Like Worried Fire”, ambas com cerca de 20 minutos de duração – são velhas conhecidas dos fãs hardcore que ouviram bootlegs de shows recentes da banda. E as duas faixas restantes – “Their Helicopters’ Sing” e “Strung Like Lights At Thee Printemps Erable” – são drones de seis e oito minutos cada. Belos e hipnóticos drones, mas não propriamente canções. Foquemos nas de 20 minutos.

“Mladic” é estupenda. Da abertura climática com gaita de foles, passando pelo destruidor trecho com cores orientais, até atingir o ápice da peça (mais que uma “música”, é uma “peça”) em uma estonteante escala descendente soterrada por toneladas de noise, “Mladic” tem méritos suficientes pra concorrer a um proverbial Top 5 da banda. “We Drift Like Worried Fire” já é um pouco menor. Algumas ideias lá no meio se aproximam de lugares-comuns que lembram até Explosions In The Sky (o que é um demérito – trata-se do Godspeed for Christ’s sake, a expectativa é não menos que a perfeição). Mas o crescendo na segunda metade da peça até a sua coda é aterrador, digno dos melhores momentos do “Lift Your Skinny Fists”.

Dá pra defender a tese de que foi fácil mostrar serviço. Não só pelo anúncio-surpresa, não só por “Mladic”, mas também porque 2012 foi um ano relativamente fraco pro post-rock. Mono fez um disco exageradamente mais-do-mesmo, Sigur Rós mais uma vez desapontou, e outras bandas como pg.lost, If These Trees Could Talk, Caspian, From Oceans To Autumn e You May Die In The Desert lançaram discos corretos sem grandes novidades. Crippled Black Phoenix talvez tenha sido a exceção, com diversas novas ideias no seu “(Mankind) The Crafty Ape” (e ainda com um novo EP a caminho – os caras não param). Mas pro Godspeed, a tese não se sustenta. Porque Godspeed é outro nível. É Arte.

Nota: 9.0

Por Elson Barbosa, original para o Floga-se. Elson é o magnata por trás do selo Sinewave, de música instrumental alternativa, post rock e outras maluquices e da Herod Layne.

httpv://www.youtube.com/watch?v=IEsdiiYkhT8

A Movin’ Up publicou uma resenha especial sobre um dos shows de retorno do GY!BE, no ATP de Londres. Leia.

Baixe o novo disco.

Compre.

E nessa rara entrevista dada ao Guardian você pode entender um pouco melhor porque a banda é o que é, do jeito que é.

“And so now we thrum our joyous tension in opposition to all of that. Things are not OK. Music should be about things are not OK, or else shouldn’t exist at all. The best songs ever are the songs that ride that line. We just try to get close to that perfection. We drive all night just to get closer to that perfect joyous noise, just to kiss the hem of that garment. We love music, we love people, we love the noise we make.”

Turnê de lançamento:

 Oct. 1 Boston, MA - Orpheum Theatre
 Oct. 2 Philadelphia, PA - Union Transfer
 Oct. 3 Baltimore, MD - Rams Head Live
 Oct. 4 Carrboro, NC - Cats Cradle
 Oct. 5 Atlanta, GA - Buckhead Theatre
 Oct. 6 Birmingham, AL - Bottletree
 Oct. 7 New Orleans, LA - Tipitinas
 Oct. 9 Austin, TX - The Mohawk
 Oct. 10 Austin, TX - The Mohawk
 Oct. 11 Dallas, TX - Granada Theatre
 Oct. 12 Nashville, TN - Cannery Ballroom
 Oct. 13 Louisville, KY - Headliners Music Hall
 Oct. 14 Detroit, MI - Majestic Theatre
 Oct. 15 Buffalo, NY - Town Ballroom
 Oct. 28 Porto, Portugal - Amplifest
 Oct. 30 Madrid, Spain - Teatro Kapital
 Oct. 31 Barcelona, Spain - Sala Apolo
 Nov. 1 Bordeaux, France - Le Rocher de Palmer
 Nov. 2 Nantes, France - Lieu Unique - Soy Festival
 Nov. 3 Lille, France - La Condition Publique


 Nov. 4-5 London, England - Kentish Town Forum
 Nov. 7 Brussels, Belgium - Cirque Royal
 Nov. 8-9 Berlin, Germany - SO36
 Nov. 10 Dresden, Germany - Reithalle
 Nov. 11 Prague, Czech Republic - Lucerna Music
 Nov. 12 Vienna, Austria - Arena
 Nov. 14 Ljubljana, Slovenia - Kino Siska
 Nov. 15 Zurich, Switzerland - Rote Fabrik
 Nov. 16 Bern, Switzerland - Dachstock Reitschule

 Feb. 13 Brisbane, Australia - The Tivoli Theatre
 Feb. 14 Sydney, Australia - The Enmore
 Feb. 15 Melbourne, Australia - Forum Melbourne
 Feb. 16 Alton, Australia - ATP's I'll Be Your Mirror

Sou jornalista e desde 2003 escrevo sobre música, cinema, literatura e outros assuntos em diversos veículos digitais e impressos. Fundei a Movin' Up em 2008. Publiquei os livros "Meu Mundo é Hoje" e "11 Rounds", de contos e "Latitude 19 & Outros Hematomas" (crônicas e poemas).

Matérias Relacionadas

Published in Destaques Reviews de Cds