Skip to content →

Baroness: “Chlorine & Wine”

O Baroness conquistou rápido reconhecimento entre seus pares, cravando seu nome entre as principais bandas do metal nos anos 00. “Red Album”, de 07, “Blue Record”, de 09 e o duplo e ambicioso “Yellow & Green”, de 2012, colocaram a banda no mapa. Sua mistura azeitada de sludge metal, stoner, progressivo e psicodélico, com guitarras dobradas e a voz marcante de John Baizley facilitaram o caminho para se destacar entre tantos grupos que apostam mais ou menos na mesma fórmula.

Um trágico acidente de ônibus em 2012 (em que nove pessoas se machucaram) levaram à saída do baterista Allen Blickle e do baixista Matt Magioni. Perder, portanto, a “cozinha” de um grupo é sempre uma transição delicada. Mas “Chlorine & Wine”, a primeira faixa divulgada do novo álbum “Purple” (previsto para dezembro), mostra uma ótima faixa, mais progressiva, melódica e cadenciada que o normal (com belíssimos riffs e solo). Memorável, começa delicada e em baixa rotação para revelar suas verdadeiras intenções no refrão, típico do prog. Por hora, parece que Nick Jost (baixo/teclado) e Sebastian Thomson (bateria) conseguem dar conta do recado.

httpv://www.youtube.com/watch?v=DnYO7iQfQDQ

Purple track-list:

01 Morningstar
02 Shock Me
03 Try to Disappear
04 Kerosene
05 Fugue
06 Chlorine & Wine
07 The Iron Bell
08 Desperation Burns
09 If I Have to Wake Up (Would You Stop the Rain)
10 Crossroads of Infinity

Jornalista investigativo, crítico e escritor. Publico sobre música e cultura desde 2003. Fundei a Movin' Up em 2008. Autor de 3 livros de contos, crônicas e poemas. Vencedor do Prêmio de Excelência Jornalística (2019) da Sociedade Interamericana de Imprensa na categoria “Opinião”. Finalista do V Prêmio Petrobras de Jornalismo (2018).

Published in Singles