Skip to content →

Itamar Assumpção: Isso Não Vai Ficar Assim

O que falar de Itamar? Sinceramente, é um dos meus compositores brasileiros prediletos. A tal “vanguarda paulista” nos deu muita coisa boa. E Itamar tá no centro da brincadeira. A EBC produziu um especial INCRÍVEL sobre a obra de Itamar, aproveitando que acabamos de completar 10 anos sem ele por aqui.

É um mapa referencial “baseado no registro de shows e entrevistas com artistas que integram o projeto Caixa Preta, que passou por Brasília entre 18 e 21 de abril. Todo o material foi organizado em um mapa que transforma a linha metroviária de São Paulo em um passeio por diferentes momentos da trajetória do artista. Assim, é possível “embarcar” em 38 estações que contam com músicas e depoimentos de amigos, familiares e admiradores de Itamar”.

Como Anderson Falcão afirmou aqui> “Ao lançar seu primeiro álbum, “Beleléu, Leléu, Eu”, em 1980, Itamar Assumpção trazia mais que um som novo, diferente do que se ouvia no Brasil até então. Com o disco, o artista criava a persona que o acompanharia por muito tempo: o invocado Nego Dito, figura negra, urbana e marginal. Mas Vange Milliet, cantora que acompanhou Itamar em diferentes momentos, avisa: “quando você acha que conseguiu formar uma imagem de Itamar, descobre algo que te leva para outro lado”.

httpv://www.youtube.com/watch?v=enUS3tcwPr4

Meus parabéns para toda a equipe pelo trabalho fantástico. Itamar merece.

Jornalista investigativo, crítico e escritor. Publico sobre música e cultura desde 2003. Fundei a Movin' Up em 2008. Autor de 3 livros de contos, crônicas e poemas. Vencedor do Prêmio de Excelência Jornalística (2019) da Sociedade Interamericana de Imprensa na categoria “Opinião”. Finalista do V Prêmio Petrobras de Jornalismo (2018).

Published in Especiais