Skip to content →

Tom Araya cogita fim do Slayer

O Slayer, que tive a oportunidade de conferir ao vivo em 2006, é inegavelmente uma das maiores bandas de metal de todos os tempos. Agora, Tom Araya, vocalista e baixista do grupo, revelou à revista inglesa NME e ao site ThrashHits que a banda pode estar chegando ao fim.

Araya disse que há a possibilidade do grupo se separar após o lançamento do próximo álbum. A banda tem contrato para lançar mais dois registros com a American Recordings, mas sinaliza que este pode ser o último.

Segundo Araya: “vamos colocar desta maneira: este é o nosso último trabalho em parceria com Rick Rubin. Quando nós negociamos com ele pela primeira vez em 1986, nunca pensamos até quando isto duraria, apenas começamos a trabalhar juntos desde então”.

Ele revelou que a banda está bastante produtiva no momento, escrevendo material para o próximo álbum, e o futuro do grupo será decidido somente após o lançamento. Falando ao site (www.thrashhits.com), Araya disse que a banda está trabalhando em novas idéias no momento apenas para terem uma noção de como as composições soarão. Kerry King e Jeff Hanemman estão produzindo juntos, e Araya não sabe ainda qual será o resultado disto daqui a dois meses. Para ele, “apenas quando estivermos todos juntos poderemos discutir o futuro da banda”.

O vocalista concluiu dizendo que acha estranho ficar velho e permanecer no palco, não sendo uma boa combinação: “ver um homem de 50 anos de idade bangeando ao vivo me deixaria um pouco constrangido. Se eu estivesse assistindo a algo assim, pensaria, ‘cara, você está um pouco velho demais para isto, não? Você vai ter um colapso!’.”

Jornalista investigativo, crítico e escritor. Publico sobre música e cultura desde 2003. Fundei a Movin' Up em 2008. Autor de 3 livros de contos, crônicas e poemas. Vencedor do Prêmio de Excelência Jornalística (2019) da Sociedade Interamericana de Imprensa na categoria “Opinião”. Finalista do V Prêmio Petrobras de Jornalismo (2018).

Published in Hard News Mundo