Os 15 anos de “Rap é Compromisso”, testamento do rap nacional

“Só vai sobreviver escolhido, muita arma, muita droga, pouco dinheiro e pouco perdão” / “repressão é a prova mais concreta que o sistema nos oprime” / “a vida não é só de Mais »

“Cores & Valores” escancara o ocaso do Racionais MC’s

O que outrora foram “os quatro pretos mais perigosos do Brasil” hoje soam como quatro caras cansados de meia idade, esgotados e sem capacidade de apresentar ideias não necessariamente novas, mas relevantes. Mais »

Paul McCartney: um ícone em estado de graça

Não é exagero dizer que os Beatles definiram tudo que conhecemos como pop: dos primeiros singles pueris de amor juvenil, passando pela “perda da inocência”, amadurecimento, drogas e o próprio período 66-70, Mais »

Com status de “gênio” intocado, Richard D. James lança o primeiro álbum em 13 anos

Com seus 4 primeiros discos, lançados entre 92 e 96, Richard D. James, o nome por trás do Aphex Twin, cravou seu nome entre os principais inovadores da música eletrônica, que, bem Mais »

Mastodon: confirmando a mudança de rumo

Lembro perfeitamente, quando, 10 anos atrás, o Mastodon lançou “Leviathan”. O disco foi celebrado e recebido como uma das melhores coisas que o metal havia produzido em bastante tempo, a quebra definitiva Mais »

 

A Budos Band se reinventa com “Burnt Offering”, um dos melhores do ano

Photo by Sundel Perry

O que os arranjos intricados do p-funk do Funkadelic e os metais e a percussão alucinantes de Fela Kuti tem a ver com o proto-metal arrastado, sombrio e pesado do Atomic Rooster e Blue Oyster Cult, o psychedelic rock do

Run The Jewels: na dianteira da inovação do hip hop

run-the-jewels3

Por Paulo Floro, da Revista O Grito! O rapper Killer Mike (nome artístico de Michael Render) e o produtor e rapperEl-P (Jaime Meline) estão sendo celebrados como os nomes mais inovadores do hip hop dos últimos anos. Caminhando por um atalho trilhado à margem

Os 15 anos de “Rap é Compromisso”, testamento do rap nacional

sabotage_destaque

“Só vai sobreviver escolhido, muita arma, muita droga, pouco dinheiro e pouco perdão” / “repressão é a prova mais concreta que o sistema nos oprime” / “a vida não é só de desvantagem, humilde malandragem, esse é o som do

“Cores & Valores” escancara o ocaso do Racionais MC’s

racionais

O que outrora foram “os quatro pretos mais perigosos do Brasil” hoje soam como quatro caras cansados de meia idade, esgotados e sem capacidade de apresentar ideias não necessariamente novas, mas relevantes. É isso que “Cores & Valores”, o primeiro

Damien Rice e a pretensão de “My Favourite Faded Fantasy”

damien_rice

Já se vão mais de 10 anos desde que Damien Rice saiu do anonimato para estourar em todo o mundo com o hit “The Blower´s Daughter”, lançado em 2002 com relativo sucesso e depois catapultado pelo filme “Closer”, de Mike

Paul McCartney: um ícone em estado de graça

macca destaque

Não é exagero dizer que os Beatles definiram tudo que conhecemos como pop: dos primeiros singles pueris de amor juvenil, passando pela “perda da inocência”, amadurecimento, drogas e o próprio período 66-70, de intensa revolução social em todo o planeta,

“Rasura”, novo disco do ruído/mm, comentado pela banda

ruidomm04

Por Renata Arruda, na Revista O Grito! A cultuada banda curitibana de post-rock ruído/mm (leia-se “ruído por milímetro”) está de volta com Rasura, quebrando o jejum de três anos desde Introdução à Cortina do Sótão, terceiro disco do grupo, ambos lançados pela Sinewave. Produzido pelo baixista Rafael

Inquieto, Damon Albarn acerta em “Everyday Robots”

Damon Albarn, photographed by David Bailey for Time Out

Desde que pôs fim definitivo ao Blur – ou quase, já que sempre há a tentação de uma reunião – Damon Albarn gostou de arriscar e experimentar o que bem entendesse: dos vários (bons) discos com o Gorillaz, banda conceitual