Por que Kendrick Lamar é o artista mais relevante da atualidade

Quase 1 ano depois do lançamento de “To Pimp a Butterfly” – o maior testamento do hip-hop no século XXI, falamos aqui – Kendrick Lamar realizou na noite de ontem do Grammy Mais »

Um Wesley Safadão incomoda muita gente

Por Maurício Angelo Vamos pular a parte da “legitimidade” da “crítica cultural” brasileira em tempos de pulverização absoluta da “sociedade do espetáculo turbinada”, fragmentada e da velha ladainha de quem sempre ditou Mais »

Sobre o metal, extremismos e covardia

Por Maurício Angelo Há um motivo muito simples que explica a condescendência que a comunidade do metal costuma tratar os inúmeros exemplos de comportamentos racistas, machistas, homofóbicos, xenófobos e extremistas em geral, Mais »

O Retorno: o faroeste dark e forçado de Alejandro Iñárritu

Por Eduardo Carli de Moraes*, no blog A Casa de Vidro A ultra-violência é cult. De Laranja Mecânica a Quentin Tarantino, de Cronenberg a Chan Wook Park, os filmes digladiam entre si pelo troféu Mais »

Sobre David Bowie ou como os meus heróis estão morrendo de câncer

Texto: Maurício Angelo Todas as fotos por Mick Rock O mundo acordou de luto neste 11 de janeiro de 2016. Perdemos uma figura rara, de talento incomparável, um alienígena que mudou para Mais »

 

“Unicórnio de Sta. Engrácia”, a nova do Linda Martini

870609

O Linda Martini, de Lisboa, é uma das principais bandas de Portugal nos anos 00. Com três discos cheios e três EP’s nas costas, o grupo formado por Pedro Geraldes (guitarra e voz), Cláudia Guerreiro (baixo e voz), André Henriques (baixo)

Por que Kendrick Lamar é o artista mais relevante da atualidade

rs_1024x759-160215185104-1024.kendrick-lamar.cm.21516

Quase 1 ano depois do lançamento de “To Pimp a Butterfly” – o maior testamento do hip-hop no século XXI, falamos aqui – Kendrick Lamar realizou na noite de ontem do Grammy uma das apresentações mais contundentes que o prêmio

O dia que a “América” descobriu que Beyoncé é negra

Beyoncé-Super-Bowl

Se você esteve na Terra nos últimos 10 dias, deve ter se deparado com o “rebuliço” que o novo clip da Beyoncé e sua apresentação no Super Bowl tem causado. ‘”Formation” é um ponto de virada interessante para uma artista

Um Wesley Safadão incomoda muita gente

wesleydestaque

Por Maurício Angelo Vamos pular a parte da “legitimidade” da “crítica cultural” brasileira em tempos de pulverização absoluta da “sociedade do espetáculo turbinada”, fragmentada e da velha ladainha de quem sempre ditou o “gosto dominante” ver a sua influência cambalear

Sobre o metal, extremismos e covardia

phil anselmo destaque

Por Maurício Angelo Há um motivo muito simples que explica a condescendência que a comunidade do metal costuma tratar os inúmeros exemplos de comportamentos racistas, machistas, homofóbicos, xenófobos e extremistas em geral, como assinalou Axl Rosenberg do Metal Sucks: nós

Massive Attack: primeiro material em 6 anos

7ed2ab79

Dos grupos preferidos da casa (leia a crítica para última turnê no Brasil aqui), o Massive Attack acaba de lançar o primeiro material oficial após quase 6 anos. “Take It Here” é o single do novo EP, “Ritual Spirit”, na

Pro carnaval, Matheus Brant lança “Assume Que Gosta”

matheus-brant-3-600x600

Cantor e compositor de Belo Horizonte, Matheus Brant larga a “mpb amorzinho” da estreia em 2012 com o disco “A Semana” pra cair na fuleragem com verniz sofisticado. Apostando na mistura de arrocha, axé, pagode, marchinhas e outras paragens, Matheus

O Retorno: o faroeste dark e forçado de Alejandro Iñárritu

revenant1

Por Eduardo Carli de Moraes*, no blog A Casa de Vidro A ultra-violência é cult. De Laranja Mecânica a Quentin Tarantino, de Cronenberg a Chan Wook Park, os filmes digladiam entre si pelo troféu da violência melhor estilizada. Alguns travestem a carniceria

O Violent Femmes está de volta (ainda bem)

1450379680vfnodrugsphotohermanasphcopy-9bcaada2ef3d983f054479d83bbb2fbf36abc37f-s800-c85

Um dos nomes chaves do rock alternativo e do post-punk dos anos 80, com pelo menos dois clássicos no currículo – “Violent Femmes”, de 83 e “Hallowed Ground”, de 84 – o VF caiu em desgraça nos anos 90, início

Sobre David Bowie ou como os meus heróis estão morrendo de câncer

bowie_destaque_2016

Texto: Maurício Angelo Todas as fotos por Mick Rock O mundo acordou de luto neste 11 de janeiro de 2016. Perdemos uma figura rara, de talento incomparável, um alienígena que mudou para sempre a história da música e que produziu